quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

UM POEMA DE CLARICE LISPECTOR

Olá pessoal, tudo bem com vocês?
Espero que estejam ótimos, no post de hoje eu trago um poema da talentosa Clarice Lispector, eu o achei genial e o legal é que ele pode ser lido em dois sentidos.
Leiam o poema abaixo e depois leiam de baixo para cima.

 
Não te amo mais.
Estarei mentindo dizendo que
Ainda te quero como sempre quis.
Tenho certeza que
Nada foi em vão.
Sinto dentro de mim que
Você não significa nada.
Não poderia dizer jamais que
Alimento um grande amor.
Sinto cada vez mais que
Já te esqueci!
E jamais usarei a frase
EU TE AMO!
Sinto, mas tenho que dizer a verdade
É tarde demais...
 
CLARICE LISPECTOR
 
 
VOCÊS GOSTARAM PESSOAL?
É OU NÃO É UM POEMA GENIAL?

21 comentários:

  1. Já conhecia esse poema que você deve ler de baixo para cima, é tão criativo! :3

    Larissa,
    garotameiosangue.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Amei o poema... Clarice é realmente genial e nunca me canso de ler os poemas dela. Foi realmente uma criatividade e tanto escrever um poema que pode ser lido de baixo para cima também!
    Beijos,

    Letícia
    www.odomdaescrita.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oie!

    Muito demais este poema. Não sou chegada em poemas, mas quando um é realmente bom e chama a minha atenção, tenho que bater palmas porque um poema não é uma coisa fácil de fazer, e desta forma então como a Clarice fez, de pensar em fazer algo do tipo, é mesmo criativo.

    Bjins

    www.dicasoutravessuras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Oi!
    Eu já conhecia o poema e acho super diferente *-*

    Beijos da Lua =*
    www.tyciahadiresenhas.blogspot.com
    www.tyciahadi.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Grandeeeeeee Clarice! Uma das melhores autoras de todos os tempos!
    Espetacular!

    Lucas / Era uma vez

    ResponderExcluir
  6. Eu particularmente sou apaixonado por esse poema, e nem me recordava dele! Tive que copiar e deixar guardado aqui no pc.
    Muito lindo! Bem coisas de Clarice, bah... como ela faz falta hoje!
    Abraços
    MauMau
    http://www.sonhosresenhas.blospot.com

    ResponderExcluir
  7. Os poemas de Clarice Lispector são maravilhosos!

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    NOSSA! Clarice Lispector se garante demais!
    Ótimo poema.
    Beijo
    leituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. link correto do blog:
    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Lindo esse poema, assim como todos os demais! Porém este tem algo especial, já que pode ser interpretado de duas maneiras ^^

    Abraços
    http://therevolucaonerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi, Bruno.
    Uau! Genial mesmo essa dupla leitura.
    Clarice é demais! Adorei! :)

    Beijo
    http://navirj.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Esse poema é mais que perfeito, Clarice Lispector com certeza merece o titulo de primeira dama da literatura brasileira, adorei ler nos dois sentidos... Beijo : )

    http://loucurasedevaneiosbyliza.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Eu não curto muito Clarice.
    Acho que peguei birra dela depois das leituras forçadas da pré-escola. rs
    Abraço,
    Vinícius - Livros e Rabiscos

    ResponderExcluir
  14. Ual! Incrível, nunca pensei nisso, fazer uma poesia ter dois sentidos. Ela era genial. Vou fazer um trabalho sobre ela, e aprenderei mais.
    Valeu ;)

    jadsonlribeiro.blogspot.com - Viver,amar & morrer

    ResponderExcluir
  15. Não conhecia esse poema, que lindo *---*

    Beijos
    aritmeticadasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. http://moove-onn.blogspot.com.br/ muito bom

    ResponderExcluir
  17. De trás pra frente, de frente pra trás esse poema é lindo e tocante. Clarice tem esse poder sobre a gente!

    Feliz Natal,

    Alisson
    contandolivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Já conhecia esse poema da época da escola! Clarice era um gênio né?! Eu não entendo a maioria de seus textos, mas esse poema é lindamente estruturado! haha

    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Galera, desculpem. Mas, este poema é da Cecília Meireles.

    ResponderExcluir
  20. Vejo pessoas dizendo que esse poema é de Clarice Lispector, outros que é de Cecília Meireles.... mas ainda não vi ninguém postando uma biografia, uma fonte de origem do texto.... alguém sabe em que livro, revista ou jornal ele foi publicado originalmente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Clarice escreve prosa, somente. Não escreveu poesias. Por isso dela não é

      Excluir